Casos de Casamentos

Um casamento para virar a cabeça

Alison Brooks e Dmitry Kozhukhov formam um casal apaixonado e que decidiram se casar. Até aí nenhuma novidade…
casamento noivos,noivas, russia,homoafetivo,hetero
Acontece que na Rússia, o casamento homo afetivo é proibido.

Qual o problema? Alison, a noiva, e Dmitry, o noivo são héteros, um casal comum, como tantos outros, com uma pequena particularidade. Dmitry, ou se preferir, Alina Davis, gosta de se vestir e de se comportar como mulher.

Segundo ele, a paixão dele pelo sexo feminino é tão grande e avassalador, que ele se sente melhor vivendo este papel. Dmitry se classifica como andrógino, ou seja, um “indivíduo que tem a aparência de homem e mulher, mesclando-se os traços masculino e feminino. À primeira vista, é difícil de se distinguir se é macho ou fêmea”.

A confusão começou, quando eles foram oficializar a união em um cartório da Rússia. Um casal hétero, marido e mulher, como manda a tradição russa porém, os dois vestidos de noiva…

Os funcionários se negaram a seguir com seu procedimento, as pessoas ao redor olhando feio para o casal, uma confusão sem tamanho, mas nada que pudesse ser considerado ilegal.

O fato do noivo estar vestido de noiva, não caracterizava uma união homo afetiva, o cartório não poderia se negar a realizar o casamento.

Encurtando a história, depois de ofensas, discussões, advogados exaltados e muita confusão, o cartório se viu obrigado a registrar o casamento. Um final feliz para o casal, que hoje vivem muito bem obrigado.

Agora fica a questão do preconceito, não só com a orientação sexual, mas também com o estilo de vida da pessoa.

Pensou que eu iria deixá-los na curiosidade de saber quem era quem? Qual o seu palpite?

Pois bem, Alison Brooks, a noiva é a da esquerda e Dmitry Kozhukhov, o noivo, é o da direita.

Fonte: http://www.dailymail.co.uk/

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *